(32) 3239-1811
seg à sex: 07:30 às 17:30 horas
(32) 99987-5440
Cotação via WhatsApp

Cotação Online

Notícias

7 nov 2017
money-2696229_1920

Investimento na Previdência Privada

Escolher entre as diferentes formas de se investir em uma previdência privada pode parecer complicado. Por isso, nós te ajudamos a entender esse investimento.

Vendidas nos bancos como se fossem bala, elas se tornaram extremamente comum. Entretanto, nem todos sabem ao certo em qual tipo de investimento irão contratar: escolher entre o PGBL ou VGBL, a tabela regressiva ou a tabela progressiva, as vezes são escolhas difíceis e que exigem conhecimento do ramo.

Essa preocupação é importante, pois esses planos variam muito entre si, e, de acordo com os caminhos que você tomar ao contratar esse investimento, sua rentabilidade poderá ser maior ou menor.

Sabendo da importância desses detalhes, separamos alguns pontos de divergência em relação a esse investimento:

 

1. PGBL | VGBL

Este ponto é o mais importante, pois o formato do contrato não pode ser mudado. Ou seja, caso você faça um PGBL, não pode ser alterado em um VGBL. Além disso, escolher um plano não compatível com você significará o desperdício de tempo e dinheiro.

O Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) é interessante para quem usa o modelo completo de declaração do Imposto de Renda, pois diminui parte da renda bruta tributável. Entretanto, o imposto incide no valor final na hora do resgate do investimento, tanto as contribuições realizadas quanto os rendimentos. Como ele reduz o imposto baseado em um salário fixo, ele não é recomendado para empresários ou profissionais liberais.

Já o Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL) é indicado para quem utiliza do modelo simplificado de declaração ou simplesmente tem isenção. Não oferece o mesmo benefício que o PGBL, entretanto, na hora de resgatar, o imposto incide apenas sobre os rendimentos—  as contribuições não são tributadas.

 

2. Banco | Seguradora

Um dos fatores que define a rentabilidade da sua previdência é onde o seu gestor vai investir o capital. Em outras palavras, você precisa ter garantir que a instituição onde seu dinheiro está indo seja competente.

Existem taxas administrativas que tanto os bancos quanto as seguradoras podem cobrar. Além da competência do Banco ou da Seguradora, esse também é um fator importante a se comparar, visto que estas taxas causam interferem na rentabilidade do seu investimento.

 

3. Tributação progressiva | Tributação regressiva

Nesses planos, o Imposto de Renda incide somente no resgate. Para decidir qual será a tributação do seu plano, o critério a ser observado é o tempo em que você pretende usar o dinheiro da previdência.

Caso pretenda acumular capital por muito tempo (10 anos para cima), opte pela Tributação Regressiva. Quanto maior o tempo de investimento, menor será o imposto.

Para aqueles que pretendem utilizar o dinheiro rapidamente, ou para aqueles em dúvida,  a Tributação Progressiva é a mais indicada. Ela é dividida em duas etapas: Uma em que a alíquota independe do valor do investimento, e outra que é proporcional ao valor investido.

 

4. Fundo Conservador | Fundo Agressivo

Outro critério importante sobre o seu plano é a variação da rentabilidade, o que é um indicativo direto de o quão arriscado é esse investimento.  Também é possível alterar o fundo ao longo da vida, caso esteja insatisfeito ou simplesmente deseje troca-lo.

No Fundo Conservador, o gestor investe os seus recursos em títulos públicos ou privados de renda fixa, que são menos arriscados e podem gerar menos lucro. Ele é indicado para investidores mais velhos, que não teriam tempo de recuperar eventuais perdas.

Em contrapartida, no Fundo Agressivo, o gestor investe em renda fixa e renda variável, como ações. Devido às flutuações do mercado, esse fundo pode gerar mais lucro, porém ele é mais arriscado. Este fundo é mais recomendado à jovens, que podem reconstruir seu capital caso a rentabilidade seja pequena.

 

Concluindo, são complexas as decisões para se fazer um bom investimento, porém, ao ser informado e instruído, a qualidade e a rentabilidade do mesmo serão muito maiores.

Agostinho Miranda Junior
Corretor de Seguros, Advogado e Consultor Financeiro
OAB MG 65.504


Para saber mais sobre seguros, acesse nosso canal no Youtube.


Ligamos pra você

preencha os campos abaixo e receba uma ligação de um consultor especializado.

Depoimentos

veja o que os nossos clientes falam

Seguradoras

parceria com as principais seguradoras do mercado

Atendimento

Rua José Lourenço Kelmer, nº 1300 Loja 06 e 104 | Centro Comercial São Pedro, Juiz de Fora- MG | CEP:36036-330 (Em frente a UFJF)


agostinho@protegemg.com.br


(32) 3239-1811



Newsletter

Receba as dicas da Protege Seguros